Low Carb

O Que É Dieta Low Carb?

A dieta low carb propõe reduzir a quantidade de carboidratos ingeridos.

A orientação em uma alimentação convencional é que 50 a 55% do que é ingerido no dia seja carboidrato.

Já nos métodos low carb, o macronutriente pode compor entre 45% a 5% do que é consumido em um dia.

É importante ressaltar que a redução extrema de carboidratos, algo abaixo de 40%, até proporciona o emagrecimento,

porém ele não será saudável e pode ter uma série de consequências graves para a saúde.

Quais alimentos incluem os carboidratos?

Os carboidratos incluem alimentos como arroz, macarrão, pão e batata.

Além disso, este método defende que seja priorizado o consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico,

aqueles cuja glicose (açúcar) é absorvida em uma velocidade mais lenta e por isso não há picos de glicose e nem de insulina no organismo.

São exemplos de alimentos de baixo IG a batata doce e o arroz integral.

O consumo de alimentos integrais que são ricos em fibras também é estimulado neste método para emagrecer.

Conversamos com especialistas para entender quais são os prós e os contras deste regime.

Como a dieta low carb ajuda a emagrecer


Este método contribui para o emagrecimento saudável ao sugerir que a alimentação priorize os carboidratos de baixo índice glicêmico.

Isto porque quando um carboidrato é ingerido ele tem a glicose que será utilizada pela célula para obter energia.

Caso haja excesso de glicose, ela é estocada em forma de gordura e se for utilizada antes da próxima refeição não há ganho de peso.

Para que o organismo consiga queimar a gordura estocada é preciso liberar um hormônio chamado glucagon que irá retirar essa energia estocada.

Quando a dieta é rica em alimentos com alto índice glicêmico, ocorrem muitos picos de insulina e às vezes eles estão tão altos que o glucagon nunca é liberado.

Sem o glucagon a gordura que está estocada não é queimada e não há perda de peso.

Assim, quando a dieta prioriza a ingestão de alimentos de baixo índice glicêmico há uma alteração menor da insulina e consequentemente ocorre a produção de glucagon.

Quando há a presença de fibras e proteínas a liberação do hormônio também é mais eficaz.

Como ela emagrece?

Quando a dieta low carb propõe uma redução pequena de carboidratos, algo até 40% do que é ingerido no dia, ela também ajuda a emagrecer.

Não só o carboidrato, mas a proteína e principalmente a gordura devem ser bem controlados.

Com uma redução de 10% e com a melhora na qualidade do que será consumido,

a pessoa conseguirá não só um bom resultado, mas também uma reeducação de hábitos alimentares.

Benefícios da dieta low carb
Previne diabetes: Como este regime propõe ingerir apenas carboidratos com índice glicêmico baixo ou moderado,

ele pode ajudar a prevenir o diabetes tipo 2. Isto porque ao ingerir carboidratos de índice glicêmico alto,

ocorre um aumento do nível de glicose no sangue e consequentemente o de insulina.

Quanto mais insulina no organismo, mais ele se torna resistente a ela e é necessária maiores quantidades deste hormônio para transportar a mesma quantia de glicose,

aumentando o risco do quadro de resistência à insulina que pode evoluir para o diabetes tipo 2


Proporciona saciedade: As melhores fontes de carboidratos são aquelas que também possuem fibras, como o pão e o arroz integral.

A substância prolonga o tempo que o alimento fica no estômago e quando chega no intestino diminui a velocidade de absorção de glicose e assim não há picos de insulina.

Desta forma as fibras proporcionam saciedade
Auxilia na perda de peso:

Os carboidratos podem ser aliados na perda de peso quando consumidos de forma correta.

É importante optar pelas versões com índice glicêmico baixo ou moderado, pois, como já foi mencionado, elas contribuem para a queima do estoque de gordura do corpo.

Quantas vezes devemos nos alimentar ao dia?

Devemos sempre nos alimentarmos de acordo com as nossas necessidades

O ideal seria comer pequenas refeições de 3 em 3 horas totalizando 5 refeições ao dia,

porém, sei bem que as vezes na correria do dia a dia não conseguimos isso..

Então podemos alterar para 4 ou 3 refeições diárias com uma maior quantidade, mas sem abusar,

não deixando faltar nunca o café da manhã, pois quando acordamos o nosso corpo pede nutrientes para ligarmos nosso motor!

E sem esquecer também da água, o ideal seria 2 Litros por dia, sei que é difícil, então podemos começar com 1 litro e ir aumentando aos poucos..

Não podemos esquecer da qualidade dos alimentos ingeridos, não adianta fazer as 5 refeições diárias e beber 2 litros de água se as refeições não são adequadas..

Procure sempre comer no mínimo 1 fruta ao dia, comer sempre uma proteína mais pura

como peixe, peito de frango, ovo, entre outros..

Dicas para perda de peso

Para emagrecer e perder barriga em 1 mês deve-se fazer exercícios no mínimo 3 vezes por semana e fazer uma alimentação restritiva,

consumindo menos alimentos ricos em açúcar e em gordura para que assim o corpo gaste a energia acumulada em forma de gordura.

É importante anotar porque deseja perder barriga, mantendo o foco no objetivo final,

tirar fotos do seu progresso e ter uma balança para se pesar 1 vez por semana,

porque assim é possível ter uma real noção do benefício dos exercícios e da alimentação correta.

Algumas estratégias que vão te ajudar ajudar a emagrecer e perder barriga em 1 mês são:

1. Aumentar o metabolismo

Uma ótima estratégia para acelerar o metabolismo para emagrecer é adicionar uma pitada de pimenta cayena num litro de água e ir bebendo durante o dia.

Se achar que está ficando muito picante com o passar do tempo, coloque uma quantidade um pouco menor.

Se tem problemas com azia ou gastrite, experimente tomar o chá de gengibre com canela durante o dia,

sem açúcar porque ele também ajuda a queimar gordura.

Se esforce para tomar 2 litros de água por dia, se não gosta ou acha que não consegue,

adicione algumas gostas de limão ou tome chá (morno ou gelado) sem açúcar, mas não vale sucos e chás industrializados.

2. Queimar gordura

A melhor forma de queimar gordura é fazendo exercícios. Fazer algum exercício é sempre melhor do que ser sedentário,

mas os melhores exercícios para quem quer emagrecer e perder barriga rápido são a conjugação dos exercícios aeróbicos,

como a caminhada ou a corrida, e os anaeróbicos intensos,

como a musculação porque eles se complementam. Os exercícios devem ser realizados de 3 a 5 vezes por semana, com duração mínima de 1 hora.

4. Não ficar com fome

Para não ficar com fome deve-se comer alimentos ricos em fibras trocando o pão francês pelo integral,

o macarrão comum pelo integral e o arroz branco pelo integral.

Uma ótima sugestão é no almoço e no jantar sempre comer um prato cheio de saladas que podem ser sempre variadas com 1 porção de proteína que pode ser 2 ovos cozidos,

1 lata de atum em água ou 1 porção de carne magra que pode ser peito de frango (sem pele) ou peixe (cozido ou assado).

Comer a cada 3 horas é muito importante, mas não precisa comer muito. Basta 1 fruta com 1 torrada integral

ou 1 iogurte com cereais integrais, por exemplo. Veja como adicionar fibras em todas as refeições: Alimentos ricos em fibras.

5. Eliminar o açúcar

O açúcar vicia e quanto mais alimentos doces você come, mais vontade tem de comer.

Por isso uma ótima estrategia é deixar de adicionar açúcar nos alimentos, no café, no suco e no leite,

mas também é importante ler os rótulos porque o açúcar está presente em muitos alimentos.

Veja como o açúcar pode estar escondido: Alimentos ricos em açúcar.

O uso de adoçantes é desaconselhado porque eles contém toxinas que prejudicam o emagrecimento,

mas se você não resiste, experimento o Stévia, que é um adoçante natural ou use o mel, mas em pequenas quantidades.

3. Comer bem

Os alimentos ricos em gordura saturada devem ser retirados da alimentação,

mas o consumo de boas fontes de gordura é importante para manter o bom humor e garantir o bom funcionamento hormonal.

Por isso, deve-se trocar hambúrguer, batata frita e salgadinhos por castanha-do-Pará, abacate e azeite em pequenas porções diárias.

Não comer comida processada, como lasanha congelada, almôndegas prontas, bolos de caixinha,

cookies e barrinhas de cereais industrializadas, pois contêm muitas toxinas e favorecem o acumulo de gordura.

Quando consumidos à noite, muito provavelmente serão armazenados como gordura na barriga.

Dicas Para Ter Saúde

1- Pratique exercícios

A correria do dia a dia não conta como exercício, nem vale como desculpa para não praticá-los.

Veja dicas de como incluir, dentro de pequenos espaços de tempo da sua rotina, algumas ações pequenas que podem trazer grandes benefícios para o seu corpo.

2-Tome bastante água

Beber pelo menos 2 litros de água é altamente recomendável.

Além de hidratar, estudo da Universidade de Illinois, nos EUA, mostrou que aumentar a quantidade de água que você ingere pode ajudar a diminuir o consumo diário de calorias, níveis de gordura saturada, sal, açúcar e colesterol.

3- Tome sol

A exposição ao sol nos horários errados e sem proteção causa danos à pele, inclusive câncer. Mas você sabia que evitar totalmente o astro rei também é ruim para a saúde? Saiba como tirar proveito do sol de forma saudável.

4- Alongue-se

Alguns exercícios de alongamento e fortalecimento ajudam a reduzir a tensão muscular, promovendo relaxamento, alívio da dor e endireitando a postura.

5- Tire um tempo para cuidar da mente e espírito

A meditação, por exemplo, traz uma série de benefícios ao corpo e a mente, comprovados através de estudos. Separe momentos do seu dia para entrar em contato com seu interior, o universo ou praticar sua religião.

6- Alimente-se bem

Não deixe que a falta de tempo impacte no seu cardápio. Ter bons hábitos alimentares contribui para o aumento da qualidade de vida.

7- Faça pequenas pausas durante o trabalho

Levantar para aquele cafezinho ou parar para conversar com um colega é muito bom.

Pausas curtas e frequentes durante o dia de trabalho conferem mais resistência, menos dores e revitalizam a pessoa, além de aliviar efeitos físicos e psicológicos que uma jornada sem paradas pode causar.

8 – Durma bem

Não descansar o tempo necessário impacta na saúde física e mental, por isso, tente programar seu dia de forma a descansar o suficiente.